quinta-feira, 25/04/2024
InícioEconomiaComandado pela paraibana Tarciana Medeiros, Banco do Brasil tem lucro recorde de...

Comandado pela paraibana Tarciana Medeiros, Banco do Brasil tem lucro recorde de R$ 35,6 bilhões

Sob o comando da paraibana Tarciana Medeiros, o Banco do Brasil teve um lucro de R$ 35,6 bilhões no ano passado, o maior de sua história, no primeiro ano do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O valor representa um crescimento de 11,4% em relação ao ano passado.

Para este ano, o banco planeja ter lucro entre R$ 37 bilhões a R$ 40 bilhões, segundo projeções divulgadas durante apresentação de resultados. “Oferecemos mais de meio trilhão em créditos no ano passado”, disse a presidente da instituição, Tarciana Medeiros.

- Continua depois da Publicidade -

No quarto trimestre, o banco teve lucro líquido de R$ 9,44 bilhões, crescimento de 4,8% na comparação com o mesmo período de 2022. O número veio acima do que esperavam os analistas, que previam um número mais próximo de R$ 9,2 bilhões no período.

O resultado colocou o BB ao lado de Itaú, cujo lucro atingiu R$ 35,6 bilhões no ano passado, alta de 15,7% em relação a 2022, e à frente do Bradesco, que teve lucro de R$ 16,3 milhões, uma queda de 21,2% em relação a 2022.

A carteira de crédito ampliada do BB atingiu R$ 1,1 trilhão e cresceu 10,3% em 2023. Embora a inadimplência de 90 dias esteja abaixo da média do mercado (3,3%), houve crescimento desse indicador no último trimestre, atingindo 2,92% ao final do ano de 2,81% no terceiro trimestre.

Este ano, a expectativa do BB é que a carteira de crédito total cresça entre 8% e 12%. Para pessoa física, a expectativa é de alta entre 6% e 10% este ano.

Para o agronegócio, o BB destinou R$ 120 bilhões na safra 2023/2024, com a carteira total para este segmento totalizando R$ 355,3 bilhões ao final de 2023. Desse total, R$ 66,1 bilhões foram destinados a agricultura de baixo carbono. Este ano, o crédito destinado ao agronegócio deve crescer entre 11% e 15%.

Marco Geovanne Tobias da Silva, diretor de gestão financeira e de relações com investidores do Banco do Brasil, lembrou que, assim como aconteceu com outros bancos. As provisões do BB chegaram a R$ 30,5 bilhões, alta de 82,3% em relação a 2022, quando as provisões do BB somaram R$ 16,7 bilhões.

Mateus Haag, analista da guide Investimentos, avalia que o crescimento da carteira foi bem distribuído entre os segmentos, com destaque para o crédito agro que cresceu 13%. Do lado negativo, escreveu o analista em relatório a clientes, as receitas de serviços mostraram crescimento baixo no quarto trimestre, de 3,6%, abaixo dos seus pares.

“O resultado é explicado pelo baixo crescimento dos principais serviços do banco, como conta corrente, fundos e seguros. A receita com cartões cresceu 4%, mas representa menos no resultado do BB que de outros bancos”, escreveu Haag.

O Globo

VOCÊ PODE QUERER VER TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais Lidas

- Publicidade -

Últimas

- Publicidade -
- Publicidade -