quinta-feira, 25/04/2024
InícioBrasilSuspeito de trocar tiros com sindicalista petista não resiste a ferimentos e...

Suspeito de trocar tiros com sindicalista petista não resiste a ferimentos e também vai a óbito

  O agente penitenciário federal Jorge José da Rocha Guaranho, que invadiu a festa de aniversário e matou Marcelo Arruda, tesoureiro do PT de Foz do Iguaçu, no Paraná, também morreu na manhã deste domingo (10), após ser levado para o Hospital Municipal Padre Germano Lauck, também atingido por tiros disparados pelo petista.

Guaranho chegou a ser internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI), mas não resistiu.

- Continua depois da Publicidade -

De acordo com relatos de pessoas que estavam na festa com tema do PT, quando o policial penal chegou ao evento que ocorria na Associação Recreativa Esportiva Segurança Física Itaipu (Aresfi), aos gritos de “Bolsonaro” e “mito”, a mulher e o bebê dele estavam do lado de fora do local, em um carro — a família dele não havia sido convidada. Em seguida, Marcelo e outros participantes pediram que ele se retirasse do local.

Nesse momento, a mulher do agente penitenciário gritava desesperadamente e pedia para ir embora da festa. Ele saiu, mas prometeu voltar.

Após a saída do agente, o petista desconfiou de que o agente voltaria armado e também buscou sua arma, que estava guardada no carro. Ao voltar para a festa, Guaranho chegou atirando no guarda municipal, que reagiu. Ambos foram socorridos e levados para o hospital, mas não resistiram aos ferimentos.

A Polícia Civil pediu imagens das câmeras de monitoramento e as armas usadas na troca de tiros para perícia.

G1

VOCÊ PODE QUERER VER TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais Lidas

- Publicidade -

Últimas

- Publicidade -
- Publicidade -